Prevenir a compulsão alimentar é possível?

Já ouvi alguns questionamentos de diversos pacientes sobre a dificuldade de descobrir a compulsão alimentar, já que esse é um distúrbio que não é fácil de ser identificado nos estágios iniciais.

Comer uma quantidade exagerada de comida em pouco tempo, comer rápido demais e continuar com fome ou comer muito e passar mal, comer escondido, são os primeiros sintomas que podem surgir de tal problema.

Sendo assim, tomar conhecimento do tratamento e descobrir maneiras de diminuir este problema é indispensável para evitar que o quadro se agrave.

Possíveis sintomas

Uma pessoa com compulsão alimentar não come apenas aquilo que tem vontade ou o que gosta. Ela costuma comer tudo o que vê pela frente, simplesmente pela necessidade de comer.

Em outros casos, ela sente uma necessidade específica de determinados grupos alimentares que podem ser doces, salgados, frituras, dentre outros.

As mulheres na faixa de 20/30 anos podem ser acometidas facilmente por esses distúrbios. Se você se identificou com alguns dos sintomas acima procure um médico para que o diagnóstico preciso seja feito.
Vale lembrar também que o estresse, as dietas realizadas de forma errada e os problemas emocionais graves podem aumentar o desenvolvimento da compulsão alimentar.

Como buscar auxílio?

Por ser uma doença de difícil descoberta é importante observar qualquer mudança de comportamento na alimentação. Se você não consegue notar de forma clara, pergunte a amigos e familiares sobre possíveis mudanças. Após notar algum problema, é indispensável procurar a ajuda de um nutricionista qualificado para saber qual o distúrbio alimentar que a pessoa possui.

Após diagnosticado, o tratamento deve ser feito em conjunto com vários especialistas. Nutricionista, Psicólogo e até Psiquiatria, devem trabalhar juntos para amenizar os sintomas e tratar o problema.

É possível prevenir?

Prevenir a compulsão alimentar – como todos os distúrbios alimentares – é uma tarefa que exige disciplina e foco. Fora isso, sempre recomendo alguns hábitos como:

  • Praticar atividades físicas: esta prática é necessária não só para prevenir doenças, mas para garantir que o corpo funcione corretamente. Outro benefício é que quando você pratica exercícios frequentemente o seu corpo libera endorfina que é um neurotransmissor que regula o sono, o humor e o apetite, o que dificulta ainda mais o aparecimento desse distúrbio. A depender da intensidade do exercício, pode ajudar inibir o apetite! Se for mais intensa, lembrando que intensidade não está relacionada apenas com o peso.
  • Organize a geladeira: ter em casa apenas alimentos saudáveis facilita que a alimentação seja correta e regular, o que ajudará também na realização da dieta.
  • Planejamento: criar um planejamento é imprescindível. Quando você se organiza possibilita otimizar o seu tempo, o que garante a prática de atividades físicas e a alimentação regular.
  • Escove os dentes após as refeições: “Nutri, isso pode diminuir o risco de compulsão alimentar?” A resposta é: PODE AJUDAR! Quando você escova os dentes, resíduos de gorduras e açúcares são eliminados, diminuindo o contato com seus receptores na cavidade oral e assim, PODENDO ajudar a diminuir vontade tardia desses alimentos.
  • Procure ajuda em casos de stress contínuo: o estresse, a depressão e o cansaço extremo tem uma forte ligação com os distúrbios alimentares. Muitas pessoas deixam de comer ou descontam os problemas nos alimentos, o que aumenta a obesidade e pode favorecer a compulsão alimentar. Ou seja, se notar qualquer mudança de comportamento, procure auxílio profissional.
  • Vício em doces? Opte por frutas: frutas são saudáveis, nutritivas, ricas em fibras, entre outros. Vale lembrar que é fundamental conversar com o nutricionista para descobrir quais frutas são importantes para a sua dieta.

 

Os distúrbios alimentares não devem ser tratados sem o acompanhamento profissional. Ao menor sinal do problema, agende uma consulta para si ou para ajudar quem sofre com o distúrbio.

ebook omar

Receba as minhas publicações por e-mail com novidades e dicas.

É só se cadastrar!