Como a alimentação pré-treino melhora seu desempenho?

Todo praticante de atividades físicas deseja melhorar o desempenho nos treinos para atingir resultados com facilidade. Porém, um grande vilão para quem quer alcançar os objetivos rapidamente é a falta de disposição e de rendimento durante o treino.

Desta forma, é importante buscar aliados que auxiliem mesmo quando a disposição para treinar não é tanta, e é aí que surge a alimentação pré-treino.

O que você come antes de praticar atividades físicas tem uma influência gigantesca nos seus resultados, e é sobre isso que vamos conversar neste conteúdo!

Entender o erro é o primeiro passo

Identificar o que está errado é primordial. Você pode acreditar que o seu erro está na falta de foco, mas muitas vezes, o seu erro está na sua dieta.

A forma como você se alimenta tem uma influência direta no seu corpo como um todo. Sem uma dieta equilibrada é impossível buscar um bom rendimento, já começa por aí.

É importante consumir fibras, nutrientes e vitaminas para que o corpo compreenda o gasto excessivo durante as atividades físicas.

Importância da alimentação pré-treino


Muitos nutricionistas consideram o pré-treino o mais importante para quem busca resultados na academia. Não é de todo errado, mas o que vale frisar é que a alimentação deve ser completa e não somente focada em antes e depois de treinar.

Mas esta informação está errada, Nutri?
Não. O que a maioria desses profissionais quer dizer é que sim, é uma alimentação essencial e isso é um fato.  

Quando você treina, necessita de força, energia e resistência. Se você não tem uma boa alimentação pré-treino, as chances de não ter rendimento são inúmeras, além do risco de hipoglicemia, desidratação e catabolismo muscular (que é a quebra dos aminoácidos no músculo).

Quando você se alimenta bem, se sente mais disposto e, consequentemente, mais seguro durante a atividade.

Que alimentos devem ser consumidos no pré-treino?

Como é uma alimentação responsável por garantir a energia do corpo, é indispensável escolher os alimentos corretos para evitar o mal-estar.

Alimentos gordurosos, excesso de proteína, margarina e manteiga e alimentos que possam “pesar” no seu estômago devem ser descartados.

As melhores opções são:

  • Foco no carboidrato. É importante para garantir eficiência nos treinos;
  • Sucos de frutas naturais. Evite alimentos industrializados como sucos de caixinha;
  • Batata doce;
  • Frutas como uva, manga, damasco e banana;
  • Mandioca;
  • Arroz branco;
  • Grãos (granola, linhaça e aveia);
  • Alimentos ricos em fibras;
  • Colher de óleo de coco (Avaliar com o profissional)
  • Iogurte desnatado;
  • Alimentos integrais.

 

Dicas do Nutri


Algumas dicas podem auxiliar sua alimentação, além do desempenho do seu treino e também garantir resultados satisfatórios:

  • A alimentação deve ser feita pelo menos 30 minutos antes da prática de atividades. Se você se alimenta próximo ao horário da academia, pode ocasionar má digestão, incômodos intestinais e até mesmo vômitos durante o treino;
  • Evite comer demais. Lembre-se que quantidade nunca é sinônimo de qualidade;
  • Tenha uma dieta adequada às suas necessidades. Não tente nunca iniciar uma dieta por conta própria. Um nutricionista pode te auxiliar na melhor maneira de se alimentar;
  • Comer durante a atividade física não é uma boa opção. Priorize a alimentação pré e pós-treino e, no durante, beba apenas água ou algum tipo de suplemento indicado a depender de duração e intensidade do treino.
  • Qualquer dúvida sobre o que comer e o como comer na alimentação pré-treino, procure um nutricionista. Ele vai te auxiliar e garantir que você alcance seus objetivos nos treinos.

 

Necessita de auxílio nutricional especializado? Agende sua consulta, modifique seus hábitos alimentares e, consequentemente, garanta bem-estar, saúde e qualidade de vida!

Receba as minhas publicações por e-mail com novidades e dicas.

É só se cadastrar!